MERCADO DE TERRENOS SEGUE
PARADO EM SÃO PAULO

Apesar da reabertura dos estantes anunciada há 10 dias, as vendas continuam baixas.

Não que não haja procura, mas o tempo do fechamento do negócio que, antes do COVID-19, era de 60 dias, hoje passou a ser de 90 a 120.

Os preços das áreas também não agradam, com uma estagnação em patamar elevado. Apesar disso, é possível perceber uma maior flexibilização dos vendedores quanto ao parcelamento do pagamento.

Algumas incorporadoras aproveitam o momento para grandes aquisições. A Trisul, por exemplo, destacou que apesar de não conseguir descontos significativos, tem realizado negócios com prazos mais longos.

Fonte: Valor